domingo, dezembro 10, 2006

Morre mais um suíno



O ditador e senador vitalício Augusto Pinochet morreu hoje, uma ironia, no dia da declaração universal dos direitos do homem, morre o assassino de milhares que não reconhecia estes direitos a seus adversários.

Em 11 de Setembro de 1973 este suíno bombardeou a sede do governo de Allende que era o presidente constitucional do Chile, eleito pelo povo, e foi assassinado. Logo após começou uma sangrenta ditadura prendendo todos que achava no direito e na falta de prisões usou um estádio de futebol!

A injeção de dólares pela CIA para financiar as greves patronais foi tão violenta logo antes do golpe que a cotação da moeda americana caiu drásticamente, além disto o apoio logístico americano foi escandaloso. Os democratas de centro apoiaram o golpe e logo em seguida sofreram abates também.

Uma página da história latino americana foi virada hoje e o diabo terá companhia para gerenciar o inferno.





Technorati Tags: , , ,



powered by performancing firefox

Um comentário:

Claudia Cardoso disse...

Bem lembrada a coincidência! Espero, como Isabel Allende, que este crime seja julgado, ainda que se crie um fato novo: sentença post mortem. Abraço!