sexta-feira, dezembro 08, 2006

Garipô passa bem


Lembram do estilão prendo e arrebento dele? Pois o ex-Diretor-Geral do DMLU de Fumaça, Garipô Selistre (PPS), que teve passagem meteórica pelo cargo e uma extensa relação de inimigos, passa bem, muito bem.
Para quem não conhece a figura, ele assumiu após a saída inesplicada de Wilton Araújo (PPS) da direção do órgão e teve a tarefa de aniquilar com a autarquia e entregar de mão beijada para os tubarões do lixo do centro do país. Fez e aconteceu dentro do DMLU, perseguiu membros das administrações petistas e promoveu uma mega-licitação de todos os serviços de limpeza e coleta da cidade pois achava que 37 contratos existentes eram demais para a competência dele.
A licitação era só falcatrua e quando foi denunciado, no desespero declarou que “Perdeu a cidade e venceu a famosa máfia do lixo. São três os lideres”! Era a velha tática de espalhar titica no ventilador para livrar o seu. O MP exigiu o cancelamento da tal falcatrua e Garipô foi exonoreado, saiu ele e o discurso de máfias. O Ministério Público Especial do estado ficou curioso com aquela história e abriu a Representação 11/2006 para que o falastrão nominasse a tal máfia. A coisa ainda vai dar o que falar.
Mas eis que em conversa com um amigo, fico sabendo que tanto Garipô como o seu vice no DMLU estão nas hordas de Cargos em Comissão de Fumaça. Garipô estaria na PROCEMPA conhecida por seus salários gordos.
Como Wilton Araújo (PPS e ex-DMLU), Nilo Coelho (PPS e ex-FASC), Garipô e Geraldo estão e mandam lembranças de dentro do governo Fumaça. Podemos ficar todos tranqüilos pois o leitinho das criança está garantido.


powered by performancing firefox

Um comentário:

Hélio Sassen Paz disse...

Agente,

Adianto antes mesmo de postar: descobri no You Tube um vídeo institucional do Google, mostrando como vai se dar a difusão da informação e o jornalismo lá por 2015.

Claro que eles puxam a sardinha inteira para o assado deles, mas não duvido que a coisa se aproxime muito disso.

Segundo percebi (e acho que terás a mesma impressão também), a profissão de jornalista deixará de existir, pois todos os portais passarão a utilizar robôs para catalogar e publicar notícias. Qualquer um com um celular com câmera digital, iPod com conexão WiFi, notebook na rua e internet em casa poderá falar como quiser sobre o tema que quiser e, ao invés dos blogs pessoais, o alcance será infinitamente maior.

Absolutamente tudo estará online muito antes mesmo de alguém pensar em desmentir.

http://heliopaz.wordpress.com/

[]'s,
Hélio