sexta-feira, maio 25, 2007

Romário, a Cara do Rio?





Hoje o Correio do Povo estampou a manchete com uma infeliz frase do governador carioca, Sérgio Cabral: O Romário é a cara do Rio de Janeiro. O político quer fazer o jogador embaixador da cidade na candidatura para a Copa do Mundo de 2014.

Tenho um amigo Santista que escutava e acompanhava o seu time por rádio e desde criança foi fã do Pelé e diz sempre uma coisa muito certa a respeito do rei. O Pelé antes de mais nada, sempre foi um cidadão e um homem correto.

Romário, ao contrário, sempre famoso por faltar aos treinos, acordar tarde, viver na noite carioca e fazer festas com meninas alegres em cada lugar em que a delegação dos seus times se hospedava. Indisciplinado, derrubava técnicos e demitia jogadores que não aceitassem sua majestade

O Rio de Janeiro tem sido notícia por sua insegurança crônica e é a capital da malandragem. No Rio se faz sol, lotam as praias de forma inexplicável em pleno horário do expediente e produz pessoas como Castor de Andrade, Eurico Miranda, Caixa D' Água, Garotinho, Beira-Mar e outros péssimos exemplos.

Quer saber? O Romário é a cara do Rio! E vice versa! Se merecem.





Powered by ScribeFire.

3 comentários:

Hélio Sassen Paz disse...

Agente,

Por favor: não cai nessa de avaliar a sociedade segundo o senso comum. Agindo dessa forma, estarás fazendo exatamente o mesmo que aqueles que - muito merecidamente - são denunciados pelo teu, pelo meu e por tantos blogs de militantes de esquerda. ;)

No Rio de Janeiro, as pessoas trabalham PRA CARALHO. Tem muita gente séria, muita gente inteligente, lá. O que tem de "malandragem" por lá é tudo o que se vê em QUALQUER recanto deste planeta azul, isto é, ou é corrupção e sujeira da grossa, ou, como na maioria das vezes ocorre com os excluídos, reflexo da sua luta pela sobrevivência.

O Rio não é mais nem menos do que qualquer outro lugar. Muito menos as pessoas de lá. ;)

Bem ou mal, independentemente da arrogância, o Romário agora tem projetos sociais muito bonitos, justamente pra fazer o que o Estado não faz porque não quer.

[]'s,
Hélio

Cristóvão Feil disse...

Menos, meia-cinco. Essas avaliações ligeiras nunca dão certo, cara.

alan disse...

Nesse raciocínio o RS é a cara da Yeda, do Onyx Lorenzoni, dos Sirotsky, do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desses tradicionalistas de extrema direita etc.

Enquanto os gaúchos continuam se achando mais virtuosos do que os "brasileiros", este estado vai cada vez mais afundando na lama.

Não entendo isso. Inveja das praias? complexo de inferioridade? Pesquisa do IBGE mostra que o trabalhador do rio de janeiro é o que trabalha mais horas por semana no brasil? Talvez lá eles sejam apenas um pouco menos caxias...