sábado, janeiro 13, 2007

Anacronismo do PDT

Pois agora o presidente Lula conta com o apoio do glorioso PDT na base de sustentação do governo, e a proporção da votação foi de 5:1 para não deixar dúvidas.

Certa ocasião estive em Belo Horizonte e Contagem e visitei a câmara de vereadores das duas cidades no início da década de 90. Me surpreendi com os vereadores do PDT em Minas. Lá a legenda era de aluguel, não possuía nada de ideais do antigo PTB ou sequer brizolistas, era uma coisa que votava de acordo com interesses outros que não a boa política.

Na verdade, esta é uma realidade do PDT no Brasil inteiro com talvez honrosa excessão do RS e do Rio de Janeiro. Será?

Mas, vamos ver. Agora Lula poderá terminar de montar o governo e preparar as reformas para votação no congresso, a política e a tributária são as principais no meu ponto de vista.

A imprensa aponta a formação do governo Lula de loteamento de cargos e o de Yeda de composição, uma maravilha. O detalhe inusitado é que Lula montou uma pauta política de cinco pontos para a aliança, portanto programática. Aqui até agora não se sabe os destinos de Yeda e de seu governo, mas a cobertura da mídia continua a mesma.





Technorati Tags: , , ,



powered by performancing firefox

Um comentário:

Claudia e Eugênio disse...

Oi, Agente 65! É impressionante a passividade do PT e de demais partidos de esquerda frente ao comportamento da mídia corporativa: será que ainda não acreditam na construção de subjetividades através dela?
Por ex., na posse do Lula, era o velho governo que voltava ao poder, ao passo que o Aécio foi reeleito com 70% dos votos. O Lula loteia os cargos, a Yeda compõe. O desabamento do metrô em SP é um "acidente" segundo o laudo emitido pela Globo, que faz uma merda de "jornalismo", mas entende tudo de engenharia. Se fosse no governo da Marta, seria uma tragédia. E por aí vai. Mas a imbecilidade crônica que assola as hostes petistas não consegue entender o recado dessas obviedades. Não se vê, depois de tudo o que a mídia aprontou durante a campanha, a mais tímida reação do PT e da esquerda em geral. O único cara que está pondo o dedo nessa ferida é o Requião que, sozinho, vai conseguir, quanto muito, ser esquartejado pela mídia. Mas deixa estar, que as nossas esquerdas e o PT em particular devem ter uma grande estratégia que porão em prática na hora H, supreendendo a nós todos. Permitam-me: quá, quá, quá...