sábado, março 24, 2007

Críticas de um jornalista





Um jornalista com nome de ex-jogador de futebol não concorda com este blog quando critica seus pares. Acha Rosane de Oliveira e Políbio Braga e outros menos cotados maravilhosos e tal. Não sei o que se passa nos bancos universitários de jornalismo, mas seguidamente me deparo com este tipo de opinião.

O jornalista, como o engenheiro, advogado está sujeito a todas as críticas por suas atividades profissionais, não são especiais em nenhuma forma e nem acima do bem e do mal. Existem canalhas em todas as profissões, todas inclui os jornalistas ou não?

A posição política e as opiniões de cada um são o âmago da democracia, mas nada tem de democrata o sujeito que mente, inventa e deturpa para forçar sua posição. Acompanho as opiniões de José Barrionuevo e Diego Casagrande sobre os processos que foram condenados. Ambos se sentem atingidos injustamente e apontam como um ataque as instituições, caracterizaram seus autores como facistas e tal.

Ora, ora. Barrionuevo mentiu, foi condenado. Diego usou a imagem de um homem na cadeira de rodas como apelação para vender seu livro sem autorização do coitado! Aplicou-se a justiça, tiveram o direito ao contraditório e foram CONDENADOS.

O jornalista deve expressar sua opinião, o modelo americano de jornalismo imparcial é hipócrita e falso. Ter opinião e camuflar-se como neutro é uma canalhice praticada constantemente por maus jornalistas, sim eles existem.

Não consigo entender a razão pela qual uma categoria morre abraçada a canalhas que jamais se solidarizarão com eles.





Technorati Tags: , ,



powered by performancing firefox

Um comentário:

Guimas disse...

Oportuno este teu post. Sempre que leio os diegos e políbios falarem em autoritarismo quando alguém os processa, fico com vontade de perguntar: mas a justiça não é cega? E o famoso Estado de Direito, só deve ser mantido pra condenar quem eles não gostam? Se alguém busca reparação por uma suposta injúria e vai à justiça, por que isto é um arbítrio? São as infelizes incoerêcias da tropa anti-PT, que nunca são questinadas no "mainstream", infelizmente.