terça-feira, novembro 28, 2006

Bush e a guerra civil



O presidente Bush declarou hoje na Estônia que não existe guerra civil no Iraque, que isto não passa de "especulação" por parte de alguns meios de comunicação. Acho que ele anda lendo Agente 65! Para ele, o que ocorre no Iraque é sabotagem da Al Qaeda contra o "desenvolvimento e a democracia", comparou ainda a situação ao Líbano e territórios palestinos, onde os EUA "manterão seu compromisso de contribuir para o assentamento da democracia".

Bem, o Sr. Bush invadiu um país soberano sem o aval da ONU para destituir um líder que teria armas de destruição em massa e envolvimento com a Al Qaeda. Relatórios oficiais do governo americano apontaram que nem um nem outro era verdadeiro, ou seja, tais armas não existiam e ninguém lá tinha ouvido falar em Bin Laden. Bem, se agora existe Al Qaeda no Iraque, coisa ainda a ser provada, apareceu por lá após a invasão, portanto responsabilidade do Sr. Bush.

A situação do Iraque em nada se parece com o Líbano ou Palestina, confundir estes conflitos como se fossem similares é mera invenção e contra-propaganda para justificar a violência israelense, o mesmo em relação ao desenvolvimento e democracia como um compromisso americano, ora quem ainda se fia neste tipo de piada?

Esta pode ser uma explicação da derrota de Bush nas eleições proporcionais de novembro, ele é autista e vive noutro mundo, fora da realidade e non sense, é um rei e está nu.





powered by performancing firefox

Um comentário:

berna disse...

este pangaré do bush nem mesmo lembra o que comeu no almoço, e se acha no direito de opinar sobre iraque...
se ele soubesse mesmo alguma coisa sobre o povo iraquiano, não teria mandado invadir esta nação soberana, porque saberia que tadas as outas vezes que tentaram não conseguiram, justamente porque este povo não se entega assim no más...