terça-feira, agosto 14, 2007

Envergadura moral de Zero Hora


Ai que vergonha do "cumpadre"!

Hoje Zero Hora fez uma enquete que mostra a sua envergadura moral:

O parcelamento dos salários de parte do funcionalismo é uma boa solução para diminuir o déficit do Tesouro Estadual?

Na linha do que vier da tia Yeda tudo se justifica. Só um imbecil que não concatena duas idéias em seqüência pode imaginar que o atrazo nos salário iria ter alguma repercução no déficit do tesouro. O déficit são os compromissos do estado em relação a seus haveres, desta forma se percebe que pagar ou não pagar salários não afeta o déficit, pois trata-se de obrigação que não se desfaz, apenas se adia.
A condencendência da mídia com o governo Yeda é inédito na imprensa brasileira. É muita compreenção e justificativa, coisa que no passado jamais se viu. No governo Olívio ZH jamais achou algo que pudesse parecer como uma justificativa razoável a seus atos e decisões, fazia questão de fotografar Olívio SEMPRE de olhos arregalados e descabelado para passar uma imagem de ser possuído ou demonizado, quem não lembra?
Pois agora ZH consegue fotoshopar a governadora de modo até a deixá-la sensual de batom rosa! Ora, ora. Quem diria.
Como diria o Raul Pont, se um jornalista tiver a capacidade de fazer as perguntas certas naquela empresa será demitido, ainda que tenha sido mero por acidente.


Technorati Tags: , ,

Powered by ScribeFire.

Um comentário:

Deposito do Maia disse...

Depende do Caixa. As receitas e as despesas são diárias. Se o Estado programar e racionalizar os gastos no mês pode ter sim economia de recursos. Yeda está cumprindo compromisso de campanha, racionalizar e diminuir o déficit público. Ela não pode ser refém do discurso magoado da oposição.