terça-feira, julho 31, 2007

Mídia Venal

Saindo um pouco da esfera política e atacando no mundo do cinema, a qual sou apenas usuário, tenho percebido uma mudança na indústria do cinema em especial. A relação com a mídia.
Esta relação deixou de ser, como em outros setores, meramente convencional e comercial. Não se trata de anunciantes como qualquer outra indústria que paga espaços publicitários, anúncios ou spots. Agora, de uns tempos pra cá a coisa se institucionalizou, foi incorporada.
Filmes idiotizantes como Homem Aranha, Independence Day (onde o presidente americano salva o planeta!), Herry Potter e agora o tal Ratatouille e Transformers infestam os meios midiáticos. Os abostados que comentam cinema quase babam rasgando elogios aos efeitos especiais, a beleza dos atores, e qualquer outra coisa que não seja arte.
Como dizia, não existem mais anúncios formais, mas reportagens em programas como Fantástico, páginas de jornais, coberturas dos lançamentos, premieres, tudo disfarçado como fatos jornalísticos. O que dizer de um filme onde extraterrestres transformistas invadem a terra? Por favor! Ou de um cara que sobe parades? Ou de uma cozinha que tem um rato como gourmet! Eu fora!
A idiotização do cinema e a mídia venal são uma combinação fatal à sétima arte, sem entrar na polêmica do cinema como arte ou entreterimento. A pobreza das produções faz com que se esqueçam os filmes do último ano ou de filmes que nos marcam profundamente.
Escrevo isto sob o  pesar da morte de  Michelangelo antonioni, que saudade do cinema italiano!

Blogged with Flock

9 comentários:

Deposito do Maia disse...

Harry Potter é muito bom e os filmes da Pixar são excelentes. São filmes infantis e muito bem feitos. Não há nenhuma carga ideológica. Não compare lixos como independence day com Potter ou os filmes da Pixar. O que uma criança de menos de 10 anos pode ver no cinema? Antonioni, Bergman ou quem sabe o Tarkovsky? Muito fácil falar sem conhecer.

Agente 65 disse...

Olha, não vou nem entrar na tua discussão. Talvez eu esteja errado mesmo. Mas que a coisa anda muito badalada e que a mídia anda estranhamente venal, não há dúvidas.

Deposito do Maia disse...

O que tem a ver a mídia com os filmes, cara pálida?

Clara disse...

Realmente tu misturou alhos com bugalhos.
Existem tipos distintos de filmes, para públicos distintos.
Os filmes infantis que citaste como idiotizantes são ótimos, na esfera que lhes compete.
Agora querer comparar uma coisa com a outra não tem sentido.
Minha filha adoraria ver filmes europeus da década de 50, de repente daqui a uns 20 anos. Agora ela tem mais é que ver Harry Potter mesmo!!!!

Deposito do Maia disse...

Meu filho de 7 anos adora Carlitos. Toy Story da Pixar é uma obra prima.

Agente 65 disse...

Eu NÃO estou falando de filmes!!!!! Eu estou falando de mídia e de holywood e a relação com a mídia. Puramordedeus.

clara disse...

Tá, mas como já foi perguntando. O que a mídia tem a ver com os filmes? Não deixaste clara essa ligação.

Agente 65 disse...

Pessoal, please. Leiam APENAS o segundo e o quarto parágrafo, ali está o âmago do que escrevi. Esqueçam o nome dos filmes, vocês podem gostar deles, isto nada tem há ver com o contexto.

clara disse...

"Por favor! Ou de um cara que sobe parades? Ou de uma cozinha que tem um rato como gourmet! Eu fora!"
"
Filmes idiotizantes como Homem Aranha, Independence Day (onde o presidente americano salva o planeta!), Herry Potter e agora o tal Ratatouille e Transformers.."
"A pobreza das produções faz com que se esqueçam os filmes do último ano"

Olha, eu só ví críticas aos filmes.
Mas tentando analisar da sua ótica entendí que você está fazendo uma crítica a preferência da mídia ao divulgar estes filmes, deixando os outros de fora.
Eu acho que se entendí, isso sempre aconteceu, com cinema, música e cultura em geral.
O mainstream tem preferência, é comercial, o nome já diz.
Foi isso ou me "embananei"?