segunda-feira, julho 02, 2007

Habitação e o Governo Lula


Casa própria mais próxima de quem necessita

A revista Expressão publicou em sua última edição uma matéria interessante sobre a casa como sonho de consumo do brasileiro. Sob o título "Tempo de realizar os sonhos" o jornalista Elisziário Goulart Rocha sintetiza que a maior ambição do brasileiro, a casa própria nunca esteve tão perto de suas mãos graças ao aumento de crédito e redução de juros.
O governo ainda na primeira gestão inverteu as prioridades de investimento dos bancos públicos (CEF e BB) e criou uma política de habitação social, que era inexistente desde a extinção do BNH. O poder público estava nos oito anos de FHC restringindo o crédito apenas a alta classe média. Lula optou por subsidiar os juros e aquecer a construção civil, gerando empregos com mais velocidade e aumentando a oferta de imóveis, baixando seus preços e atendendo a forte demanda nas grandes cidades.
Segundo a revista, 43% do consumidor do sul (RS,SC e PR) gostaria de comprar ou fazer se pudesse, a sua casa própria, restando 23% para um carro, 8% para viagens e 4% para um negócio próprio. Na contrapartida, o financiamento imobiliário saiu de 61.000 unidades em 2005, passando por 114.000 em 2006 e projeta para 2007, astronômicos 450.000.
Longe ainda de atender às demandas nos centros urbanos, mas dando um enorme passo na sua direção, acerta como nenhum, outro o governo federal nestas iniciativas.


Powered by ScribeFire.

Um comentário:

Claudia Cardoso disse...

Meu irmão e uma amiga puderam comrpar seus imóveis graças ao financiamento da CEF. Pena que a mídia é inimiga e não destaca a mudança nio cenário político brasileiro desde que o PT assumiu o governo!
Abraço.