sexta-feira, novembro 16, 2007

O rei está nu


Facista e assassino, quer calar Chavez!

Jornal Hora do Povo
Rei Juan Carlos tirou a vida de seu irmão com um disparo em 1956

Em 1956, Juan Carlos – que se tornaria o rei da Espanha - tirou a vida de seu irmão menor, Alfonso, com um disparo contra sua cabeça. Juan Carlos disse que a morte do irmão foi causada quando ele “brincava” com um revólver. Chegaram a circular informações de que o revolver seria um presente do ditador fascista Francisco Franco, que o nomearia sucessor na “Chefatura de Estado”, na condição de rei que lhe foi conferida por Franco em julho de 1969.

Sua investidura como “Chefe de Estado” se deu em definitivo com a morte de Franco em 20 de novembro de 1975. Dois dias depois Juan Carlos é coroado pelas chamadas Cortes da Espanha.

Com a morte de Alfonso, fica em linha sucessória o filho que ele teve posteriormente, após casamento com a princesa Sofia. O tio de Juan Carlos alegou essa mudança na linha sucessória - um filho ao invés do irmão mais novo – para exigir investigações sobre a morte de Alfonso por Juan Carlos.

“Se eu me calasse, gritariam as pedras dos povos da América Latina, que estão dispostos a ser livres de todo colonialismo depois de 500 anos”, afirmou o presidente Hugo Chávez, ao se referir à impertinência do rei da Espanha que disse a Chávez que se calasse durante os debates em torno da ingerência externa na América Latina ocorrido na mais recente Cúpula Ibero-Americana.


Powered by ScribeFire.

Um comentário:

Guillermo disse...

Oxítonas monossilábicas terminas em U e I não levam acento.

Logo, o correto é NU!!!

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!