terça-feira, novembro 13, 2007

Economia na Assembléia


Pantalha para que te quero

Após o Escândalo dos Selos o presidente da Assembléia radicalizou, a ordem é economizar. O descaso com o dinheiro público e a falta de controle é o saldo das investigações, Macalão (PTB) mandava e todos obedeciam e mesmo trocando a presidência a cada ano o homem ali ficava. A trama toda está disponibilizada no Relatório Final da Comissão de Sindicância em PDF no site da ALERGS.
No relatório fica claro o caos da gestão de Frederico Antunes (PP) e de todos seus antecessores. A falsificação dos documentos oriundos dos Correios era grotesca, tanto como a figura de Macalão(PTB). A casa tinha centenas de aparelhos celulares "reserva" para uma eventualidade e não tinha noção de gastos elementares como água, café e açucar e muito menos onde eram gastos ou por quem. Aprendi na vida que o caos só é útil para quem quer roubar. O caos não é aleatório ou despretencioso, é determinado e visa um objetivo.
Resultado, a mesa da casa resolveu retirar um aparelho celular de cada gabinete de deputado, de sete passou a seis. Qual o alcance de tal redução? Nenhum. Seria mais realista reduzir o gasto das contas de celular, que nem sempre estão relacionadas com o número de aparelhos. Existem aparelhos que gastam 60 pilas e outros 3.000!!!
Outra medida revolucionária é o corte do café nos gabinetes. Mas apenas no ano que vem.
Este tipo de medida "saneadora" agride a inteligência dos cidadãos e soa como uma provocação. A principal questão a todos é a garantia de que fatos graves como o recém revelado no caso dos selos nunca mais ocorra. Mecanismos de segurança e transparência para que o contribuinte possa entender claramente os gastos e acompanhe como é gasto o dinheiro público. Neste sentido nada foi feito.
À propósito, porque só PT nunca foi presidente da casa por um ano?


Obs.- o Deputado Fabiano Pereira(PT) foi presidente da Assembléia por um mês, em fevereiro de 2007 devido a ida de Záchia para a Casa Civil de Yeda e a escolha do presidente ocorre em Março.


Powered by ScribeFire.

Um comentário:

zealfredo disse...

Pois é. Os demais partidos sempre fizeram questão de excluir o PT da presidência.