sexta-feira, setembro 28, 2007

Manu em Cheque


Fumaça ri à toa

Hoje Fumaça seguiu para o PMDB conforme já tinha ocorrido com Cróvis Viajandão Magajanes há alguns meses atrás, seu super mini secretário. Em carta de desfiliação ao seu partido PPS, Fumaça afirma que "a militância do PPS e seus dirigentes são e sempre continuarão sendo objeto de minha sincera admiração." Bota sinceridade e admiração nisto.
Após utilizar-se do PPS para se eleger prefeito da capital e percebendo que o partido não tem a estrutura necessária para reconduzi-lo a prefeitura, Fumaça cospe fora o chiclé mastigado e sem gosto.
O movimento é uma articulação das forças reacionárias do estado para afastar o PMDB da capital do PC do B de Manuela. Com a entrada de Fumaça no partido o jogo muda completamente e o PC do B fica com o pincel na mão e terá de negociar com o PT uma recomposição da Frente Popular com a imagem arranhada pelo namoro com a direita.
Todos estão de olho na sucessão de Yeda. Hoje a Tia Yeda já é o pior governo avaliado pós ditadura, imaginem no ano que vem! A direita está se mobilizando para viabilizar uma candidatura conservadora para a sucessão de Yeda que tenha viabilidade eleitoral. Sabe a direita que a eleição 2010 passa pela eleição 2008 e em ambas Porto Alegre é fundamental.


Technorati Tags: , ,

Powered by ScribeFire.

Um comentário:

marcos trindade disse...

agente, as aspas resolveram o problema, pelo menos para mim. mas explica: namoro com a direita; do pt ou do pcdob? ou de ambos?