quinta-feira, setembro 13, 2007

Estrepolias de Renan


Não é de hoje...

O bom de pegar um peixe grande é que quando está acuado ele acaba por entregar os outros:

Do RS Urgente: Senadora Heloísa Helena. A senhora sonegou o pagamento de impostos em Alagoas. Deve mais de R$ 1 milhão. Tenho um documento aqui que prova isso. E nem por isso eu o usei contra a senhora - disparou Renan Calheiros ao se defender da tribuna do Senado pouco antes de ser absolvido pela maioria dos seus pares. - É mentira, mentira - gritou a presidente do PSOL sentada no meio do plenário. Pouco antes, ela subira à tribuna para atuar como advogada de acusação. Renan não deu bola para a reação de Heloísa. Em seguida, virou-se para Jefferson Perez (PDT-AM) e comentou: - Veja bem, senador Jefferson Perez. Eu poderia ter contratado a Mônica [Veloso, ex-amante dele] como funcionária do meu gabinete. Mas não o fiz. Perez nada disse. Ouviu calado. Então foi a vez do senador Pedro Simon (PMDB-RS). Renan disse olhando diretamente para ele: - A Mônica Veloso tem uma produtora. Eu poderia ter contratado a produtora dela para fazer um filmete e pendurar a conta na Secretaria de Comunicação do Senado. Eu não fiz isso. Simon ouviu calado.
Exatamente por isto mataram o Paulo Cézar Farias (PC Farias), também
alagoano. Caso ele não tivesse sido assassinado, muita desta gentalha
que ainda está por aí poderiam já ter sido presos. No processo Collor
éramos todos muito tolos e não soubemos conduzir a coisa da melhor
maneira possível. Nos deram a cabeça do presidente apenas para não
cairem de joelhos, e aceitamos felizes as cosas que nos eram entregues.
Calheiros, Jefferson, Sarney, ACM, FHC... todos teriam sido envolvidos no escândalo e o dinheiro rolava solto, mas isto é outra história.


Powered by ScribeFire.

Um comentário:

Paulo disse...

Por falar em Heloisa Helena, gostaria de saber com ela faz para dar aula em maceio na Universidade Federal, estar sempre em Brasilia ou em outros lugares do país e como se mantém com o salário de professora, pagando passagens e hospedagens.
Este é o motivo que todos querem estar na política.