segunda-feira, março 17, 2008

Rosário e os caciques


Sem comentários!


Deu a maior confusão nos meus comentários aqui no Agente 65 uma expressão que utilizei. Aparentemente a PIG vinha usando de forma depreciativa a questão dos "caciques" e fui diretamente associado à grande mídia gaúcha. Puxa!
No meu caso, citei os caciques por simples informação. É fato que os "peixes grandes" apoiaram Rossetto e só dava bagrinho ao lado de Maria do Rosário. Esta vitória significou muitas derrotas internamente ao partido, algumas convicções ruiram. Maria do Rosário é de um grupo pequeno, minoritário, que conseguiu articular e negociar bem para alcançar a indicação. Méritos de sua campanha e capacidade aglutinadora. O resto é dor-de-cotovelo, perdoem-me os amigos.
O fato é que agora temos candidatura com bom respaldo para vencer Fumaça e voltarmos a dirigir esta cidade com a força da participação popular e para sua maioria.
PS - O fato do placar apertado nada significa. Koutzii perdeu para Olívio em 88 por 6 votos apenas na convenção de delegados. Não era prévia, mas era um mar de gente e carro para todo lado.



Powered by ScribeFire.

9 comentários:

Jurandir Paulo disse...

Se estou entendendo da questão gaúcha, o processo no PT foi fácil. Acho ótimo. Espero que aqui no Rio também seja. Mas estou temente. Há muito tempo espero uma frente de esquerdas para varrer as forças conservadoras da cidade.

Anônimo disse...

Teu email por favor...

Anônimo disse...

Email do Giovani por favor

Agente 65 disse...

Caro Anônimo. Todos os comentários do Agente vão direto para o meu e-mail (mutley_fripp@yahoo.com.br). Giovani? Não tenho idéia de quem seja.

heliopaz disse...

Agente,

O que tu achas do que eu escrevi ontem no PALANQUE DO BLACKÃO? ;)

[]'s,
Hélio

Anônimo disse...

Fiquei fã desse blog. Ao menos as pessoas resolvem ponderar sobre os assuntos. O DIario Gauche virou um paredão da Maria do Rosário.
O RS Urgente conseguiu manter a linha. Mas aqui a atmosfera está melhor.

César

Agente 65 disse...

Obrigado César, fico lisonjeado. Creio que os amigos do DG e do RS estavam mais envolvidos emocionalmente com a questão. Como não sou de Porto Alegre, acho que isto favoreceu para atenuar minhas opiniões. Talvez, ou como diz o Caetano: ou não!

Anônimo disse...

"Só dava bagrinho ao lado de Maria do Rosário"...?! Ela não teve, então, o apoio (decidido) da maioria da DN do PT?! Me desculpe o amigo que aprendi a admirar os comentários, mas, com ou sem dor-de-cotovelo, é perigoso propagar falácias da grande imprensa.

Agente 65 disse...

Calma anônimo, muita valentia é falta de argumento. Olha, a Rosário fez a festa dela e ao lado estava só o segundo time, isto é fato. Parece que realmente houve apoio nacional da maioria, que é lamentável. As "ajudas" dequele time nunca fizeram efeito aqui, agora funcionou. Sabes porque? Este acho que é o mote.