domingo, janeiro 04, 2009

Férias, o retorno!


Este encontrou o seu canto

Aqui em casa já temos uma tradição no retorno dos feriados. Aproveitamos o desmanche das malas para "dar um limpa" nos armários das tralhas que guardamos durante o ano e aquilo que conseguimos enganar um ao outro na operação dos anos anteriores. Meu pai dizia "quem quarda tem!", embora nunca achasse o que procurava. Esta acabou sendo, em parte, uma das minhas heranças.
É impressionante o número de caixas que guardei, de aparelhos telefônicos de celulares, de rádio, de velocímetro de bicicleta, de filmadora, de máquina fotográfica, embalagens postais (coisas que comprei pela internet e recebo pelo correio), embalagem do notebook, e assim por diante. Este ano minha mulher deu o ultimato, tudo fora! As caixas estavam novinhas em folha, lindas, com aquele cheiro de coisa nova. Quando vi, havia uma montanha delas.
Foram para o lixo também telefones sem-fio da década passada estragados, sapatos cujas meias-solas não deram resultado, tênis cujas solas soltaram quando usados na neve em 2003 e uma mala que se auto-destruiu no retorno da viagem ao Egito no início de 2008 (o que eles fazem com as malas nos aeroportos é um mistério, mas elas aparecem destruídas).
Claro que quando me refiro a colocar tudo isto no lixo, na realidade é descartar tentando repassar o máximo possível. O jardineiro fiel, a faxineira, a família e alunos carentes da minha esposa. A dor de descartar esta montanha de coisas é redimida pela possibilidade de mais alguém utilizá-las por algum tempo.
Achamos coisas incríveis que nem lembrávamos que havíamos perdido, quadro prometidos para as paredes da sala de casa e que nunca foram colocados, roupas que usamos uma única vez e ficaram no fundo do armário. Comprei um livro de auto-ajuda mesmo, que ensina a organizar a nossa vida. Nele aprendi que se deve dispor os cabides todos virados para o mesmo lado no início do ano e conforme usando colocar de volta virado. Uasando esta técnica avançada se sabe quais roupas não foram tocadas durante o ano. Livre-se delas, passe adiante para quem precisa! Rápido, antes que se arrependa!
Fizemos também uma lista de coisas que empurramos com a barriga ao longo do ano. A conclusão é que um eletricicista terá de vir aqui por no mínimo dois dias para reparar as luminárias, interruptores e tomadas que gritam por uma solução, o carro precisa de uma série de pequenos reparos de ajustes de portas, reisão de freios, balanceamento e estas coisa, duas cadeiras estão estragadas e assim vai. Janeiro promete! Sem falar que é uma outra tradição fazermos os check-ups do ano nesta época, médicos e exames de sangue e urina ao menos e eu devo ir ao proctologista, mas me nego a falar sobre isto.
É o que dá ficar sem o que fazer, a genta acaba por se envolver em outras coisas. Já começo a ter saudades do trabalho!!!

, , ,

Powered by ScribeFire.

Um comentário:

heliopaz disse...

Agente,

Depois daquele susto, férias merecidas e reflaxões interessantes a partir do teu consumo doméstico.

Bem-vindo ao lar! ;)

Estou na fase final da minha dissertação. Pena que não respondeste ao meu convite para um bate-papo gravado. dos 10 blogs que selecionei, sete estiveram representados e o papo foi muito legal.

Então, só tenho tido tempo de ler e escrever - inclusive nos dias 24, 25 e 31/12 e 1/1. Viro noites, não sigo mais fuso horário algum, às vezes peço pra Lu ir dormir no quarto ao lado e dei muito pouca atenção ao meu afilhado, que mora no Rio de Janeiro e está quase terminando seus 18 dias de férias.

Dia 17/01, impreterivelmente, o texto precisa estar depositado na secretaria do PPGCC Unisinos. Senão, meus créditos serão anulados, eu não vou defender dissertação nenhuma, não vou receber o título de mestre e, de quebra, ainda vou ter que pagar R$34.000,00 à CAPES.

Enfim... Vou fazer tudo o que puder pra que tudo termine da melhor maneira possível!

[]'s,
Hélio