segunda-feira, abril 07, 2008

Fórmula da reeleição

Pesquisas e voto na urna, o IBOPE não é de confiança


Já falei sobre isto aqui há algum tempo atrás, e agora volto ao tema provocado pela pesquisa Ibobe realizada no Estado e contratada por Zero Hora. Nela, sem muito destaque se verifica que 1/3 da população gaúcha entende que o governo de Yeda Horrorato é péssimo. Com apenas 602 pesquisados e astronômicos 4% de erro, a pesquisa e as manchetes mostram que existe algo de podre dentro desta cumbuca.
O custo de uma pesquisa com 2.000 e margem de erro de razoáveis 2% sai por no máximo 30% a mais do que a realizada e não imagino que o Grupo RBS esteja fazendo economia com coisa tão séria a seus interesses. Na verdade se descurtina uma estrondosa manipulação matemática com o objetivo triplo de rebaixar Lula, ajudar Yeda e dar sobrevida à Fumaça.
Lula, segundo IBOPE/ZH estaria no RS com apenas a metade da aprovação que consegue no Brasil inteiro, que estranho. Yeda ainda teria aprovação de 17%, quem seriam estes cegos e surdos? E Fumaça estaria como Lula, com 37% de aprovação. Ora isto calaria a oposição à Fumaça, pois uma crítica aqui ecoaria em Lula... Como se a questão nacional se encerrasse aqui na província. É histórico no RS que na reeleição os candidatos da situação fazem os votos no mesmo percentual que atingem de bom e ótimo. Assim, a pesquisa diz na realidade que Fumaça perde a eleição deste ano, para nossa alegria.
Nos cenários apontados em segundo turno para a capital, Fumaça perde para qualquer candidato sério. Os não sérios seriam Vieira da Cunha, Onix, Mônica Leal, Fortunati, Marchezan Filho, pois não acredito que venceriam o pleito de forma alguma. Fumaça ganharia ainda de Luciana Genro, mas por pouco, a filha do ministro o destruiria nos debates. Tanto Manuela como Maria do Rosário estariam ganhando de Fumaça, sendo que estas duas certamente concorrem e têm chances de ganhar.
Fumaça está frito, seus aliados agora começam a abandonar o barco e isto o está afundando ainda mais. Com todo o apoio do Grupo RBS, Fumaça não consegue mais do que os índices apresentados e que para parecerem mais adequados diminuem a amostra e aumentam indecentemente o erro da pesquisa para maquiar e fazer de conta que as coisas estão bem.
A direita está à procura de candidatura anti-PT em Porto Alegre e Manuela com Nelson Proença de vice pode ser uma boa investida. A RBS e o Grupo Gerdau não vão assistir Fumaça naufragar sem uma alternativa real de vitória e por enquanto apenas Manuela pode barrar Maria do Rosário de ser a próxima prefeita da capital. Vai ser engraçado ver o PC do B encabeçando uma candidatura anti-PT em Porto Alegre, eu não acredito.

4 comentários:

heliopaz disse...

Agente,

Será que há alguém realmente confiável no PC do B à exceção de Jussara Cony, Edson Silva e Raul Carrion?!

Cara, é absolutamente INACEITÁVEL essa junção com a corja do PPS.

Hoje em dia, considero o PPS muito mais venal do que PP, PSDB e DEM em função das figuras que formam esse partido aqui na pampa pobre.

Quanto ao PSoL, a Luciana Genro e o ex dela, o Robaina, escreveram aquele livro ridículo ajudando a desconstruir a imagem do PT no RS junto à classe mérdia, que é quem compra esse tipo de lixo pseudo-documentarista ou pseudo-literário: assim como o Diário Gaúcho foi criado para desconstruir a imagem do PT em POA baseado no jornalismo-baixaria do Extra (que pertence à Globo no Rio de Janeiro) e o Diego Casagrande escreveu um livro contra o PT, a Luciana Genro prestou um desserviço não apenas ao PT mas, sim, à esquerda como um todo.

Sinceramente, vou trabalhar pra retomarmos a Prefeitura com bastante vontade. No entanto, gostaria MUITO de partilhar do teu otimismo em relação ao fim de Fumaça...

[]'s,
Hélio

[]'s,
Hélio

Musgo disse...

Caríssimo,

O altíssimo índice de rejeição da Rosário não foi mencionado e esse será um dos obstáculos mais difíceis de ser transposto.

Quanto ao PPS, bem, existem exemplos como BH que mostram um pragmatismo muito mais insalubre praticado pelo PT. Ademais, justamente quem conviveu por mais tempo na antiga Frente Popular e tem memória boa, lembra-se do tratamento VIP recebido (excessão ao Verle, diga-se de passagem) que colocava os Partidos da Frente hierarquicamente abaixo de qualquer tendência petista.

fabricio disse...

O Musgo é anestesiado e não sabe!!! Alienado e capricha na desordem de seu vocabulário intuído pela informação midiática!! Solte o verbo sobre o PPS ( ex-isto, ex-aqulio) totalmente conservador e serviu aos milicos nos anos 64 !! Acorda seu MUSGO !!!! O PIG que é a RBS age bem em sua mente manipulável!!!

claudia cardoso disse...

Olha, eu não duvido que os porto-alegrenses apostem numa nova aventura. Há alguns anos, a racionalidade anti-pt é que decide eleição em poa: qualquer candidato, menos algum do pt. Não digo, com isso, que a Manuela não fosse uma boa opção. Seria, se a disputa ocorresse entre ela e algum outro candidato diferente da Rosário. Acredito que, nessa hipótese, o pt comporia seu futuro governo e esse seria o quadro menos dramático. O problema da candidata "aí, beleza" é ter que compor com a direita para governar e ter o pt, ao final, como oposição. Bizarro tudo isso.
Não sei quem serão os marqueteiros de campanha da Rosário, mas terão que se desdobrar na desconstrução do conceito "novo" e na sustentação do conceito experiência para governar como algo realmente positivo. Quanto ao "novo", este foi o principal argumento que fez a nossa população entrar na fria do esgotto, fumaça e yerda.
Veremos.