terça-feira, março 10, 2009

Toma lá e dá cá


Zero Hora na sua versão escrita hoje (10 de março) na página 8 apresenta a lista dos deputados da base aliada que estariam vacilantes quanto ao veto da governadora para o abono de faltas da greve do magistério. A matéria mostra que a governadora entrou em campo jogando pesado para sustentar seu veto.
Yeda não aprende mesmo. A cada novo período político coloca seu governo em jogo por alguns punhados. Afinal, porque isto é tão importante para ela? Trata-se de luta ideológica. O tucanato paulista há 15 anos persegue a categoria dos professores e não abona faltas de movimentos grevistas e ainda por cima tenta sistematicamente criminalizar o movimento. O ex-presidente da APOESP foi multado em R$ 4 milhões por tumultuar o trânsito do centro de São Paulo com uma greve há um ano.
Yeda perdeu novamente. A matéria de Zero Hora precipitou a coisa. A Assembléia em plena terça não deu quórum para a votação. É o desembarque de ZH? É o desembarque da base aliada? Esta semana muita coisa pode aparecer.
Dizem que há um dossiê comprado pela Veja por R$ 100 mil e que estaria na revista este final de semana com diálogos de uma governadora aos gritos no telefone: "assunto de dinheiro tem de falar com o XXXXXXX, isto não é comigo!"
Oremos!



, , ,

Powered by ScribeFire.

Um comentário:

Sueli - Porto Alegre disse...

Tomara que seja o desembarque...

Sr. Agente,alguma Novidade,aquela que engorda bastante ?????

Abraço no blog