quinta-feira, março 12, 2009

Batendo cabeça


Desgovernada perde mais uma, extra!

Terça e quarta vimos um espetáculo peculiar na Assembléia. Uma pequena mostra da falta de legitimidade do governo Yeda que se manifesta na Assembléia a cada votação importante Troca e Zilá, líderes governista, se mostram incompetentes para entender o que se passa e impotentes para evitar que a oposição minoritária imponha derrotas ao governo.
Yeda insiste em não aobnar as faltas da última greve apesar dos dias parados terem sido recuperados. Faz isto por puro prazer ideológico, quer impor uma derrota as categorias públicas por temer uma greve do funcionalismo. A intransigência do governo reflete na bancada governista que não entende a razão desta teima, uma vez que a governadora aposta todas as fichas numa questão que se relevada não traria nenhum prejuízo à governadora, pelo contrário daria oportunidade para resguardar alguma dignidade, mas Yeda insiste em ser uma criatura desgradável e vingativa.
Seus índices de popularidade despencam ainda mais, sendo a governadora pior avaliada no país. É pior avaliada do que os governadores cassados pelo TSE (Maranhão e Paraíba). Falta pouco para o rancho pegar fogo e a gauchada amarrar os cavalos no obelisco, um pequeno detalhe a mais, um novo erro ou um novo escândalo e a indignação vai extrapolar. Sexta amanheço no aeroporto esperando a edição da revista Veja.
Oremos.


, , , ,

Powered by ScribeFire.

5 comentários:

Lingua de Trapo disse...

Caro Agente 65, o som que rola em seu blog é muito bom. Não soube bem identificar uma banda que ouvi, mas pela sonoridade me lembrou muito o som que fazia o falecido Frank Zappa. Mas indo ao que interessa, só me resta ser solidário com vocês, pois esta governadora botou pra fuder com o Rio Grande, tomara que vocês não incorram no erro de eleger o Fogaça para sucedê-la.

Luís disse...

Pois é, não foi desta vez que ddesembarcaram, e a grande maioria desses gloriosos deputados estará votando no anti-PT do ano, proclamando em alto e bom som que não tinham nada a ver com o governo Yeda... nada como uma velha e boa ditadura de classe. Enquanto as cúpulas do PT não entenderem isso, e os que entendem voltarem a demonstrar coragem política, continuaremos a travar "grandes" embates eleitorais - e só eleitorais - discutindo quem prometerá mais...
Enquanto isto, os meus colegas de trabalho, dentre tantos, constrangidos por terem eleito a fascista-de-ocasião, correrão para votarem no Fogaça, pois é "boa gente"...

Felizmente, a luta-de-classes não é uma escadinha, e sempre pode acelerar ou se desviar... mas para isto é necessário "arregaçar as mangas", sempre.

Luís disse...

Complementando...

Também há que se entender que o RGS não é o Maranhão, e a Yeda-não-me-abalo-por-pouco é articulada com o que de pior tem o PSDB, mas é a "gema" do PSDB paulista.
Uma pergunta que não quer calar: sabemos que jornalismo não é com VEJA... então, por que, aparentemente, o panfleto direitista "entrou na onda" contra ella?! Bem, acho que ter uma parcela do "baronato" sentindo-se traída complica um pouco...

xuvisko disse...

Caralho ! A trilha sonora do teu blog é mesmo muito boa, bem melhor que o (des)governo tucano do RS...falando nisto, quando é que vc colocará teus agentes de elite na rua para acabar com a farra da madame Yeda I, a louca do RS ? Dá uma conferida no meu blog: www.xuviskovic.blogspot.com

axé !

Caras Pintadas RS disse...

E aí, cara! parabéns pelo blog. Gostaríamos de pedir para nos ajudar a divulgar o blog do movimento dos caras pintadas, que está na linha de frente pelo fora Yeda. Pela primeira vez em anos, temos um movimento estudantil amplo e mobilizado nas ruas.
valeu,
abraço
www.caraspintadasrs.blogspot.com