quinta-feira, julho 31, 2008

Teatro Pôr-do-Sol


Isto é que dá entregar a cidade para esta gente!

Lembro que em 90 ou 91 a orla do Guaíba era uma macega e esconderijo de malfeitores. Da Usina à Ipiranga a orla era terra de ninguém. A prefeitura gastava fortunas do dinheiro público para limpar o dilúvio, removendo a areia sedimentada ao longo dos 11 quilômetros do arroio canalizado. Esta areia era removida e transportada para longe. Logo se resolveu com menos gasto e mais eficiência.
Na prefeitura se debateu muito sobre o que fazer, imperou o bom senso. Toda a areia removida do Dilúvio seria depositada na foz para decantar e depois a areia serviria para regularizar a orla, fazendo uma "praia" de rio para os portoalegrenses. Claro que houve quem ficou horrorizado com a medida, alegando infestações de todo tipo de peste cutânea ou danos irreparáveis as límpidas águas da foz do Dilúvio ou ainda o vôo das gaivotas que ali se alimentam. Enfim, a coisa ficou na racionalidade.
Com a praia implantada, começaram a ampliar os banheiros e chuveiros. Ambulantes passaram a freqüentar o local que começava a ser mais usado pela cidade. Ao fim, no local onde a areia decantava tiveram a brilhante idéia de fazer um auditório aberto que combinaria a beleza do nosso pôr-do-sol com a magia da música. E ali se fez um auditório que já recebeu shows incríveis para todos ver.
Um grande amiga e fiel leitora acaba de me informar que o nosso teatro está sendo descaracterizado. Não bastasse fecharem o Araújo Viana desde o nascer do seu desgoverno (ao invés de reformá-lo), o nosso alcaide resolveu esculhembar também o teatro Pôr-do-Sol. A agora movimentada avenida virou alvo do mercado que busca promover suas vendas e vê grande potencial nas áreas abertas e virgens. Pois agora no teatro está estampado uma enorme propaganda privada poluindo e descaracterizando o ambiente harminioso ali existente. Como pode um bem público servir de outdoor para a venda de sapatos? Não há limites para a canalhice? Qual o próximo alvo? Sugiro a testa do alcaide, mas isto representaria queda nas vendas.
Olha gente, eu ando meio mal humorado ultimamente. A decepção é grande com o que se construiu e o novo, moderno e eficiente destruiu com muita competência. Porto Alegre está triste e sem criatividade, as soluções simpes e originais deram espaço para as grandes jogadas com grandes tubarões, as amizades mostram quem são e o que querem. E pelo andar da carruagem, a coisa vai continuar assim....

8 comentários:

Sueli - Porto Alegre disse...

É mesmo...dá uma tristeza !

abraço

Anônimo disse...

Viva a internet! Viva o trabalho desses blogs! Tiraram o out door da Gaston do anfiteatro. Na sexta-feira dia 1° de agosto já a fachada havia sido pintada novamente de branco... Coincidência?
Vitória da classe trabalhadora!
Néia

heliopaz disse...

Agente,

Postei minha desilusão em função da artimanha que faz de todos os candidatos a prefeito de POA reles marionetes dos especuladores.

Eu acho que, mesmo quem não puder participar da audiência pública amanhã (como é o meu caso), deveria se manifestar a respeito do Plano Diretor.

Meu papel de observador que não é técnico da área nem político está no último post.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

O PT foi contra a abertura da Av. Beira Rio na época do governo Collares. O PT fez uma reforma vergonhosa no Araújo Vianna e agora quer posar de grande administrador. O governo Fogaça é pífio, mas prefiro Fogaça que não tem preconceito com capital que é necessário para a construção de uma cidade melhor para todos do que o preconceito do pessoal do PT.

Agente 65 disse...

Maia, tu és patético. Há algum tempo atrás já havia pedido que não me visitasse aqui no Agente. Reitero o pedido, me erra.

perdido na city disse...

também sinto -me muito mal! o sonho acabou, começou o pesadelo e vai continuar? Gente, não pode, o que faremos? acorda Porto Alegre!
ACORDEM PORTOALEGRENSES!!

Anônimo disse...

carrUagem

Agente 65 disse...

Boa!