domingo, maio 18, 2008

Suécia verde



Cientistas suecos constataram que as montanhas suecas estão verdejantes. Na fronteira entre as matas e a montanha nua, árvores que requerem temperaturas mais quentes começam a se estabelecer pela primeira vez em 8.000 anos. Estes foram os resultados dos estudos do professor Leif Kullman da Umea University da Suécia.
No último século a temperatura média subiu ao redor de um grau celsius e isto trouxe consigo alterações significativas na fauna, flora e paisagem. A situação atual é similar a do período imediatamente após a última era do gelo. As paisagens alpinas da Suécia estão mais verdes eproduzindo mais flores, sementes e frutos que nos últimos anos. Como conseqüência novas espécies de pássaros e borboletas em locais cada vez mais elevados nas montanhas.
Este estudo foi realizado na região montanhosas do sul do país em três províncias e coletados dados de 200 locais que vem sendo monitorados desde 1915, não existindo série de dados tão antigas como esta no mundo.
A suécia possui uma biodiversidade que pode ser considerada uma fração da brasileira, as informações e pesquisas do impacto do aquecimento global por aqui ainda são poucas, mas pode-se dizer que os danos serão muito superiores aos constatados na Suécia.

Um comentário:

Sueli-Porto Alegre disse...

Quer dizer que tinha semente dessas árvores adormecidas por 8000 anos???
Qui coisa,né??????Humm.....