segunda-feira, agosto 10, 2009

Começou...


A defesa terá muita dor de cabeça, podem ter certeza.


É impressionante o festival de besteiras que alguns advogados falam à imprensa e sem contestação ou análise mais profunda. A partir de agora veremos isto com muita frequencia nos episódios da CPI da Corrupção.
Hoje leio no Correio do Povo que o advogado de uma ré na ação de improbidade movida pelo Ministério Público Federal declarou que as provas utilizadas não seriam válidas por terem sido colhidas em um processo criminal (das Operaçòes Rodim e Solidária), e daí? Provas são provas. Desde quando as provas só podem ser usadas para o criminal e não para o cívil? É ridículo.
O douto advogado também acha abusivo o pedido de afastamento da ré, entende que não houve comportamento que configurasse abuso abuso ou ameaça. Ora, no domingo o próprio Correio do Povo apontava em letras garrafais que o último presidente do DETRAN demitido, Sérgio  Buchmann, se disse pressionado para assumir as dívidas do estado com a Atento e perseverou. Teve o filho preso e foi exonerado dias depois. Se o governo faz isto com os seus servidores, imaginem com seus adversários o que faria. Se isto não é ameaça e abuso, desisto.
Mas o ódio deles todos, incluindo aí os jornalistas de opinião, é o tal "espetáculo" que teria promovido o MPF. Queriam os bonitos que os gaúchos não fossem informados do encaminhamento do processo, querem de fato um judiciário amigo. Os conservadores em geral não confiam nos Ministérios Públicos, estes não são influenciados pelos velhos desembargadores parceiros e vizinhos de longa data, são independentes. Isto é que incomoda, não rezam conforme a missa deles.
Não é preciso ser advogado para perceber que as defesas terão muito trabalho. Estão inventando interpretações legais em desespero, não vai colar. Estou assistindo de camarote.
Aguardemos.






, , ,



Powered by ScribeFire.

4 comentários:

Miguel Grazziotin disse...

O que me preocupa é que a tese, velha tese diga-se de passagem, de desqualificar quem acusa, está sendo abraçada pelo PIG. A direita sempre usa este argumento para desqualificar a Esquerda, e agora quer fazer a mesma coisa com o MPF. Considero este um caminho perigoso. Quando nao se respeita as instituiçoes, se têm caminho aberto ao golpismo.

César S. disse...

O trabalho da PF no caso Dantas e do MPF no caso Yeda mostram que temos instituições republicanas sólidas.

Hélio Sassen Paz disse...

Agente,

POLÍBIO PUBLICA PROCESSO INTEIRO EM SEU BLOG: http://polibiobraga.blogspot.com/2009/08/eis-aqui-integra-dos-autos-do-processo.html

Segundo ele, processo pode ser arquivado por inépcia porque procuradores omitiram citações de Fabiano Pereira do PT e de outros nomes da oposição. Ele acha que a matéria de ZH está idolatrando o MPF e que trabalha para eleger Tarso.

Ele está invertendo tudo e - pior - muita gente acredita nele.

E aí? O que fazer?!

[]'s,
Hélio

Dri Viaro disse...

Oi, vim conhecer seu blog, e desejar boa tarde
bjsss

aguardo sua visita :)