terça-feira, fevereiro 03, 2009

A UFRGS de parabéns

O morador de rua Geovan de Sousa Araújo, de 38 anos, foi impedido de efetuar a matrícula no curso de matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, nesta terça-feira (3), pela falta de um documento. De acordo com a assessoria de imprensa da universidade, Araújo não apresentou o comprovante de conclusão do ensino fundamental, mas possui o comprovante de conclusão do ensino médio. Ainda assim, segundo a universidade, ele precisaria de ambos os documentos e não é possível abrir exceção para nenhum dos vestibulandos para não prejudicar outros candidatos.

Araújo nasceu no Piauí e tenta há 19 anos passar em um vestibular de uma faculdade pública. Neste ano ele esteve pela primeira vez na lista dos aprovados, mas, segundo afirmou ao G1, perdeu o comprovante há cerca de um mês. O pedido da segundo via, segundo ele, já foi feito para a Secretaria de Educação do seu estado, mas só deve ficar pronto dentro de 20 dias.

“Eu só queria tentar conversar com o reitor para explicar meu caso. Minha família está no Piauí tentando agilizar a emissão da segunda via desse documento, mas não sei se será possível. Já fui avisado pela universidade que estou entre os que ficarão de fora do curso”, diz. Apesar da decepção, Araújo diz que não vai desistir do sonho do diploma universitário. “Já estou há tantos anos tentando que não vai ser por isso que vou desistir”, afirma.

Um burocrata idiota deixa claro, de você for pobre desista de ser universitário na UFRGS. Pobre tem se estudar na universidade privada para a UFRGS. Como pode ser necessário diploma de ensino médio se o cara tem de ensino médio? Alguém consegue explicar isto sem cair no ridículo?
E isto acontece numa universidade, imaginem no resto como é! Socorro a demência tomou conta do universo!!!

5 comentários:

Fabrício disse...

Boa noite.
Só pra registrar, fui aprovado no vestibular da UFRGS e fui hoje fazer minha matrícula. Os únicos documentos exigidos foram uma cópia do RG e CPF e o certificado de conclusão de ensino médio. Não precisa nada do ensino fundamental, a informação no site da própria universidade não pede tal coisa. O caso foi de discriminação, mesmo. Absurdo!!!
Abraço

Sueli - Porto Alegre disse...

Meus Deuses! absurdo que gente que "se acha" intelectualizada nãO ENTENDA O CASO!

ESSE CARA TEM QUE PROCURAR UM ADVOGADO E ENTRAR COM UMA LIMINAR...
Quando na faculdade,eu tinha uma prova marcada pro dia 15/04.O professor dessa disciplina,me viu desde o começo do ano grávida,barrigão.
Meu filho nasceu em 14/04,e óbvio que não pude comparecer.
Prá que eu pudesse fazer a prova após,tive que apresentar atestado médico e do hospital!
Na prova preguntei: - professor,o sr. achou que eu tinha um travesseiro na barriga?
Gente Nojenta!

Rafael disse...

Eu envie um email de repudio ao Sr. Reitor de graduação da UFRGS. Vamos lotar a caixa postal dele.
propg@propg.ufrgs.br

Anônimo disse...

Pelo que eu sei, ele tem de apresentar o certificado do ensino fundamental pra comprovar que estudou em escola pública, por causa das cotas.

Gilmar da Rosa disse...

Prezado Agente meia cinco! Outro dia li esta postagem e fiquei quieto. Por ironia do Destino hoje as 17:00 a UNIPAMPA, campi aqui de Livramento ligou pra minha esposa solicitando o histórico escolar do ensino médio. A inscrição foi feita na segunda feira, eles ligam hoje e dão o prazo até a proxima segunda. Um grande detalhe...Minha esposa é formada em Odonto e tem mestrado em odonto prediatria além de já ter dado aulas na fac uldade de ondonto do RJ, e as copias dos diplomas estão em poder da UNIPAMPA, para piorar minha esposa terá de conseguir um historico do segundo grau numa escolada de Teresopolis-RJ, tem prazo de hoje a segunda feira senão perde a vaga disputada em vestibular. Alguém pode entender isso??