sábado, outubro 18, 2008

Esquerda volver!

Os tempos não são dos melhores, definitivamente. A crise nas bolsas do mundo inteiro começa a afetar a nossa vida cotidiana, amigos perdem o emprego e investimentos são reavaliados. Não só na economia, mas na política também.
A (des)governadora Yoda entre a exoneração de um secretário corrupto e outro se delicia em ver a Brigada afofando seus compatriotas de forma selvagem. O prefeito que ninguém viu, afasta seu coordenador de campanha por envolvimento em enriquecimento incompatível com seus bens declarados, e está à frente nas pesquisas.
Um amigo petista de Porto Alegre diz que está sentindo uma virada e que a campanha está boa na Zona Norte. Não acredito. A mediocridade venceu. Ter Yoda (des)governando o Rio Grande e Fumaça como prefeito da capital é muita cachaça pra minha cumbuca.
A mídia venceu, o pensamento único. É uma vergonha termos apenas três jornais de grande circulação na capital em um verdadeiro cartel da informação, que se por si não bastasse ainda é mais reacionária do que se imagina possível. Eu já viajei muito por aí, pelo dito primeiro e terceiro mundo, e testemunho que o que ocorre aqui não há precedente.
No Egito, na cidade do Cairo, a venda de jornais é na calçada sobre uma lona de plástico. Ali se escolhe entre mais de 20 jornais diários, além de outros três em inglês. Na Bolívia, existem uma dezena de jornais só em Santa Cruz de la Sierra. Na França, em NY não é diferente.
Como permitimos que isto ocorra? O monopólio da mídia acabou com o debate e diversidade salutar de nossa sociedade, sem debate, sem contestação resta apenas a resignação e alienação completa.
Corruptos protegidos da mídia estão no segundo turno de Canoas! Promovem aliança de qualquer um contra os partidos de esquerda! E nós assitimos a isto com uma dor profunda nos corações, dias melhores virão.
Lembro de uma frase de Trotsky que dizia aos revolucionários russos que se a conjuntura não era favorável, que se lutasse para mudar a conjuntura! E é isto que acredito ser o que temos de fazer, lutar contra esta maré conservadora e reverter, enquanto é tempo, cada voto de familiar e amigo. Nesta eleição está em jogo e sucessão no estado, saiam das trincheiras e vamos ao campo aberto disputar a nossa maioria e mostrar de onde vem a força da verdadeira demcracia.

, , ,

Powered by ScribeFire.

3 comentários:

Blogueiro disse...

Sorria voce esta na R_E_D_E_B_L_O_G_O.

Se possível link-nos.

Obrigado.

Anônimo disse...

concordo.
Mas esta realidade é a mais opura neste estado.
Somos vitima de um pensamento unico radio-TV-jornais (RBS).
TODO escandalo é abafado e a "crase" media que tem horror ao PT embora nao consiga dizer um unico argumento para corroborar esta ideia, vota no que lê.ouve e vê.............
lamentavel

heliopaz disse...

Agente,

Por enquanto, a alternativa de exercício da cidadania e de tentativa de mobilização "popular" menos ineficiente da atualidade está muito próxima daquilo que NEGRI e HARDT chamam de MULTIDÃO.

O modelo de eleição, representatividade parlamentar, financiamento e propaganda para campanhas está falido no mundo inteiro.

Associações, sindicatos, entidades patronais, clubes e partidos políticos não resolvem nem 10% das demandas pontuais de cada comunidade, seja na esfera que for (municipal, estadual ou federal).

A esquerda pós-moderna é apartidária, descentralizada e domina a comunicação mediada por computador como ferramenta essencial para tornar públicas demandas locais no mundo inteiro e para conhecer soluções pelo mundo para demandas semelhantes às suas.

O problema é que a esmagadora maioria das pessoas ainda vive a modernidade taylorista-fordista: bitolada, ordenada, vertical, definida por conchavos.

[]'s,
Hélio